GALOPÉ

Vocês já sabem do meu amor por galo, né? Adoro essa carne meladinha e saborosa! Já até postei receitinhas de galo por aqui...
Quando comprei esses dois galos enormes na feira, eu já sabia qual receita faria: galopé.
Eu não conhecia o prato, foi minha amiga Lane que falou que adorava comer galopé...
Vocês sabem o que é galopé? É uma mistura de galo com pé de porco.
Como eu AMO os dois, esse foi o prato que escolhi para preparar para a turma (quase 30 pessoas) que estava na nossa chácara no último final de semana.
Na chácara não fazemos almoço.
Lá o cardápio é sempre: café da manhã bem caprichado, churrasco do Ju, petiscos, aperitivos e cerveja durante o dia e uma master super refeição no jantar!
Para esse prato ficar pronto para o jantar eu comecei a fazer a 1 da tarde.
Se você tiver pressa, use a panela de pressão... mas garanto que vale a pena esperar! O resultado é muito melhor.

A receita foi uma surpresa, para mim! Fiquei apaixonada! Nunca mais faço galo sem pé de porco...
Comi de me esbaldar... sujei mãos, rosto, roupa... virei criança chupando os ossos!

Se você achar um bom galo por aí, corra e chame os amigos para o domingão. Tenho certeza que todo mundo vai amar!

Na minha receita, que serviu 30 pessoas, eu usei:
INGREDIENTES
2 galos cortados nas juntas (cada um pesava quase 7 quilos)
5 quilos de pé de porco serrado em 4 partes e bem limpo
300 ml de óleo
6 colheres, das de sobremesa, bem cheias de tempero mineiro caseiro 
água fervente suficiente
pimentas frescas suficientes
salsinha e cebolinha bem picadas
paciência para esperar ficar pronto sem usar panela de pressão
1 dúzia de cerveja gelada para você beber enquanto cozinha o galo

 MODO DE PREPARO
Arrume duas panelas beeeem grandes.
Na maior, coloque 200 ml de óleo, o galo cortado pelas juntas e salpique 4 colheres de tempero e 4 pimentas bode picadas por cima do galo. Tampe a panela e acenda o fogo.
Na outra panela, coloque 100 ml de óleo, os pés de porco lavados e serrados, 2 colheres de tempero mineiro e 2 pimentas bode picadas. Tampe a panela e acenda o fogo.
Se o seu fogão for a lenha ou industrial, é ainda melhor, vai demorar menos tempo.
Espere as carnes ficarem bem fritinhas por baixo e, só então mexa. Tampe as panelas e espere fritar do outro lado. Este processo pode levar cerca de 1 hora ou mais.
Quando todos os pedaços de galo e os pés de porco estiverem bem fritinhos e coradinhos, coloque 1 litro de água fervente em cada panela. Tampe novamente e espere a água quase secar.
Repita esse processo de pingar água fervente até as carnes ficarem macias.
Os pés de porco demoraram mais ou menos 3 horas para ficarem cozidos. Desligue o fogo e aguarde o galo ficar pronto.
Os galos demoraram mais ou menos 5 horas no fogo.
Quando os dois estavam macios, juntei os pés e os galos numa mesma panela, pinguei mais água, acertei os temperos e cozinhei por mais 40 minutos.

No final foi só colocar cebolinha picada, bastante pimenta e comer com salada de rúcula e cebola e um arroz com muuuuita rapa, que a Dri fez pra mim.

Pensa numa pessoa gorda e feliz? Essa sou eu depois do jantar!! Hahahaha


Nenhum comentário: