PICADINHO AO MOLHO FERRUGEM

                                      Por Larissa Januário
 Filé cortadinho na ponta da faca, com um molho espesso e bem temperado que traz em si o sabor da carne. Tudo isso escoltado por arroz branco soltinho, farofinha, banana frita e  ovo poché. Eis o picadinho. Receita caseira, com cara de amor, que um tempo atrás me rendeu uma pauta na Revista Gula  sobre seu suposto desaparecimento/ressurgimento. Confira aqui um pouco da história desse prato nacional.
Não sumiu, jamais. Ao menos não dos PFs comerciais, dos botecos que se prezam e das casas aconchegantes. Virou foi hype na onda da  valorização das comidas nacionais. E modismos a parte, agradecemos. Quanto mais picadinho melhor.  A seguir minha versão, com direito a molho ferrugem, ovo poché e farofa. E mais em baixo, a origem dessa delícia nacional.

INGREDIENTES
Filé mignon (eu tinha uns 500g)
Caldo de carne caseiro (eu tinha uns 3 copos americanos)
1 lata de tomate pelado batido no mixer (ou liquidificador) e peneirado
1 cebola
Sal e pimenta a gosto
Banana frita, farofa, arroz branco e ovo poché (ou frito) para acompanhar

 MODO PREPARO
Pique a cebola em cubos (brunoise) pequenos e doure em um pouco de azeite.  Reserve.
Corte o filé mignon em cubos pequenos (na ponta da faca). Doure a carne aos poucos em frigideira bem quente com azeite e sem sal (sal desidrata). Isso evita que ela solte água e cozinhe, em vez de dourar. Também é importante deixar um tanto mal passada, já que depois vai juntar ao molho no cozimento. Reserve a carne.
Volte à cebola dourada e prepare o molho. Acrescente o tomate pelado batido e peneirado e misture. Junte o caldo de carne. Tempere com sal e pimenta a gosto. Perceba como o molho fica mais escuro graças ao caldo de carne.
É hora de fazer a mágica: tempere a carne reservada com sal e pimenta a gosto e junte ao molho pronto. Nesse tempo, a carne deve ter soltado um pouco dos seus sucos. Não  despreze esse caldinho, ele deixará o molho ainda mais saboroso. Vale salpicar um pouco de cheiro-verde. Mas nada de muitos temperos, a ideia aqui é sentir o gosto da carne nesse molho lindo.
Pronto! Sirva com arroz branco, banana frita, farofa e ovo. Esse último eu fiz poché (técnica tradicional que ensino a fazer depois), mas fale também um zóião frito.
Fonte: sem medida


Nenhum comentário: